quinta-feira, 6 de setembro de 2007

O Sete


Édipo e a Esfinge / Museu do Vaticano - Gregoriano


Se naveguei pelos sete mares,
te busquei lá no sétimo céu,
mergulhei as sete mil léguas, para
então descobrir : depois do sete,
o infinito...

Se perdoei setenta vezes sete,
te esperei amor, retornar
depois de sete dias,
para tanto eu paguei
com setenta e sete moedas
e uma de minhas sete vidas...

Pois tudo que começa
tem seu ciclo e finda
em sete horas, sete dias,
sete luas, sete meses,
sete anos, sete versos,
sete reses...

Dividi meu coração em sete pedaços
e os enterrei em sete cantos
para que um deles, dentre tantos
encontrasse a felicidade...

Dividi a minha casa em sete cômodos
e habitei cada um deles,
com meus temores e anseios,
para fugir da solidão...

Dividi o romance em sete capítulos
e fiz do girassol o meu bem-me-quer,
despetalei por fim quase todo o livro
e não encontrei em mim as palavras certas...

Dividi o amor em sete faces
tendo cada qual seu esfíngico enigma,
a interrogar-me...
então respondo:
devora-me, pois já não me decifro mais...



Desmistificando o sete:
  1. Este texto é uma reedição de um post lançado dia 06 de Agosto de 2006.
  2. Foi reeditado justmente hoje, dia 06 de Setembro de 2007. (Poderia ter sido no dia 07...)
  3. Sete é considerado conta de mentiroso.
  4. O sete também é considerado o número da perfeição.
  5. É um número cabalístico, pois segundo a Kabbalah, qualquer manifestação no mundo físico (Malkuth) passou por outros 9 estágios, totalizando as 10 Sephiroth da Árvore da Vida. Como nas 3 primeiras, espaço, tempo e movimento não existem (são as ilusões), cada intervalo de sete é dividido entre as Sephiroth que vão de Yesed a Malkuth. Entenderam?
  6. Sete são os pecados capitais, de acordo com a Bíblia. Sete são as artes. Sete são as notas da escala diatônica. Sete são as cores do arco-íris. Sete é o número de dias da semana. Sete são as maravilhas do mundo antigo.
  7. A edição original deste texto, teve um respeitável total de 07 (sete) comentários...

Fontes: O sete, saindo da matrix ; Wikipédia

11 comentários:

Lidiane disse...

Primeironaaaaaa!

Adon.

Na primeira postagem do poema, eu comentei.
E, você sabe, revi o comentário agora.
Nada que eu escreva nesta madrugada ficará melhor que antes.
Então, eu vou usá-lo, colando-o aqui.
Mas antes, deixo sete beijos com carinho, na véspera do dia 7 de setembro.

Que você estremeça e inspire.
Depois, expire o sol que gira a flor.
Faça do seus sete corações um,
e no reverso do poema, viva o seu bem querer.

LÉA MARTINS disse...

Adão.
Sempre que eu te leio ou releio como é o caso, eu fico setenta vezes sete mais sua fã! rsrs

Como você sabe, já conhecia os preceitos da Kabalah...
e tem também os sete chakras...

bjs / Léa

MURILO CAMPOS disse...

Mais do que sete ou setenta, parodiando Marquez, desejo-te cem anos de sucesso.
Abs

Edson Marques disse...

Adão,


um poeta que escreve coisas assim tão belas jamais ficará a sete palmos da superfície... rs!




Abraços, flores, estrelas..

.

BEATRIZ MENDES disse...

Adão
Neste sete de setembro, receba sete milhões de beijos...


de sua fã,
Bia

Lidiane disse...

Voltando no dia 7 de setembro, pra deixar beijo e dizer que estou aqui, mesmo "ocupadinha".
:P

Beijoca.

P.S. Ontem teve festinha?

Eliana disse...

Se perdoei setenta vezes sete,
te esperei amor, retornar
depois de sete dias,
para tanto eu paguei
com setenta e sete moedas
e uma de minhas sete vidas...

Quem ama sabe que é assim, e também que as sete vidas se multiplicam, setenta vezes sete!
Coisa mais linda esse poema!!! Estou emocionada!
Beijosss

Fernanda Passos disse...

Tem Prêmio pra vc lá no Poesia na Veia.
Bjs.

Lunna disse...

A audácia que nos permite ser mais e ainda assim sermos apenas isso. Uma bela descoberta para este fim de tarde onde margeia o outono de minhas ilusões aferidas.
Gostei daqui e se me permites, gostaria de linkar você e aproveitar para deixar aqui o convite para participar do Coletânea Artesanal, um blog com posts quinzenais que reúne o melhor da poesia e da arte (por assim dizer) do cenário virtual.
Abraços meus.


Ps. Para participar, envie um texto e descrição breve do autor para lunnaguedes@gmail.com e para conhecer a página acesse: www.coletaneaartesanal.blogspot.com

CRISTIANE LINS disse...

Adão.
Não é que vc se supera a cada dia?
A-do-rei! Bjs

Tamara disse...

EU descobri a pouco tempo que meu nº da sorte é 7!

E olha que eu já gostava desse nº...

Vou considerar esse poema... como o meu poema da sorte!

......
FANTÁSTICO, amigo.

Magnífico!

Postar um comentário

As opiniões aqui postadas são de responsabilidade de seus autores. O Autor do blog somente se responsabiliza pelo conteúdo publicado e assinado pelo próprio.