quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

O Valor do afago


Tenderness, Ivan Koulakov

Eu sou um privilegiado. Criei este blog para o expurgo de meus demônios interiores, numa espécie de auto-análise virtual. E funcionou. Como me fez bem ter exteriorizado um pouco de mim, neste divã eletrônico! Eu recomendo.

Não havia de minha parte, o menor interesse em figurar em nenhuma lista de “top 10 blogs", nem em contabilizar em meu contador de acessos um número com mais de três dígitos, nem que em cada um de meus posts fossem contados dezenas de “comments” .

Contudo, como em todo processo criativo, decorrido algum tempo, a criatura passa a desenvolver vida própria. E meu blog passou a ser visto, visitado e comentado por alguns poucos, mas sinceros e gentis leitores que fomentaram o meu desejo de não deixar de postar algo regularmente, mesmo quando eu não dispunha de tempo, ânimo ou inspiração. Para estes leitores, eu dedico o post de hoje...

Obrigado a todos. Posso contá-los nos dedos das mãos... como quem conta seus amores...os verdadeiros... mas o que importa é o carinho, a interação, a troca de idéias.

O mais curioso em tudo isto é que quase a totalidade dos citados acima, chegou aqui espontaneamente, enquanto que pessoas mais próximas, do meu convívio mais direto, que foram convidadas afetuosamente para conhecer e participar deste blog, estas declinaram silenciosamente.

O que demonstra como é estigmatizante a rotulação que fazemos de nós próprios e dos próximos. Uma vez rotulados, não conseguimos enxergar nada além em seu interior senão aquilo o que descrevemos no rótulo.

Pais, irmãos, parentes, amigos, amantes, cônjuges, ex-namorados, etc... Rótulos. Nada mais.

Pois acima de tudo, somos seres humanos, errando e acertando, tropeçando e levantando, apagando e escrevendo nossas pequenas histórias no livro dos tempos.

Mas o que eu gostaria de dizer aos que já freqüentam estas linhas e aos que vierem a freqüentar, é que eu sou um privilegiado por ter a atenção de vocês. Por longos ou breves instantes.

Pois descobri que não existe palavra escrita, falada ou pensada que não deseje viajar até aos olhos, ouvidos e corações alheios e lá receber acolhida. Este é o motivo delas existirem. Este blog é vosso. Voltem sempre e mais... Comentem, concordando ou não, gostando ou não do que está escrito, exteriorizem sua opinião...

Contudo, devo confessar que não há nada mais estimulante do que o carinho. Não há como negar o valor do afago...


P.s.1: Este texto faz parte de minha série "Vale a pena ler de novo", postado em Março de 2006, achei oportuno postá-lo neste momento, como "antídoto" ao post anterior...

P.s.2 : Num dia 25, em meio às "águas de Janeiro, que repartem o verão" há oitenta anos, nascia Antônio Carlos Jobim. Como as palavras são desnecessárias para descrever a importância do maestro em nossa música, estou preparando um post, fictício, sobre a participação de "Sabiá", composição de Chico Buarque e dele, no 3º Festival Internacional da Canção, em 1968. Prometo postar em breve.

P.s.3: Você provavelmente(*) está escutando "Águas de Março", do imortal maestro, interpretação dele e de Elis Regina. Uma solução encontrada por mim para manter Elis em destaque neste blog. Perdoem a tietagem.

P.s.4: (*) Coloquei som no Blog, está ainda em fase experimental...

23 comentários:

Eliana disse...

O seu post é lindo! Às vezes, pessoas que conhecemos há pouco tempo, ou que sequer conhecemos,se mostram tão queridas e importantes que é quase inacreditável!
Quanto à pintura de interiores, vou pensar no seu caso, mas adianto que qualquer milhão de libras paga hehe...
Bjs

Rossana disse...

Sabe porquê deu certo??
Porque aqui, é retratada a sua alma, com clareza, sensibilidade e amor.. tudo isso junto a uma escrita perfeita, só podia ser mesmo esse o resultado.
Bjs amigo amado.

Tamara disse...

Nós é que somos privilegiados!

Lembre-se também disso {rs}...

Amplexos.

LÉA MARTINS disse...

Adão!
Não são os leitores que escolhem os seus escritores prediletos, na verdade são os textos, carregados do talento do escritor que escolhem os seus leitores, viu?

bjs / Léa

Lidiane disse...

Nem tenho muito a falar, não.
Só agradecer. Não apenas por este post doce para todos nós. Mas pelo carinho de todo dia, mesmo que não seja todo dia.
É isso que importa, Adão.
Afago, afeto e atenção.
Em você, é natural.

Beijo, viu?

Lidi disse...

P.S. O som não está funcionando.
:P

ALEX FERREIRA disse...

Caríssimo,

Eu que geralmente sou de falar tanto, hoje apenas faço minhas as palavras acima, de seus leitores.

Uma única observação, porém. Esta história de que os opostos se atraem é conversa fiada. Pois pelo que eu tenho visto aqui, os leitores que aqui frequentam, são extremamente gentis, cordiais e de bom gosto também, assim como você. Nós somos responsáveis pelas pessoas que atraímos!

Pronto, falei muito de novo...

Eu também não estou ouvindo a música!

Um forte abraço,

Adão Flehr disse...

Eliana,
Rossana,
Tamara,
Léa,
Lidiane,
Alex,
(assim como tantos outros que ainda não comentaram, hoje...)

Escrevo o nome de vcs assim, como se disposto em versos, pois é exatamente o que o carinho de vcs significa para mim: poesia!

Obrigado por tornar a minha manhã tão mais agradável. E mais feliz.

Vera Fróes disse...

Adão , aconteceu comigo tbm isso, as pessoas que comentam no meu blog, com raras exceções não me conhecem e gostam de mim pelo que escrevo. Mas quem me conhece na real, mesmo eu falando do meu blog, se apareceram foi uma vez e nunca mais ou apareceram mas não comentaram ou nem apareceram. Mas vivem me mandando mensagens via email ou falando comigo via skipe. Muito estranho isso...
Parabéns para Tom Jobim, o nosso maestro eterno! Fiz uma homenagem para ele lá no Verdes tbm.
Parabéns ao seu pai, se é gaúcho é gente boa(tenho quie puxar a sardinha para o meu assado, não?), que ele ainda viva muito e muitos anos, com muita saúde é claro!

Bjos.

Gabriel Flehr disse...

Pai o seu texto e mt legal, e que seu blog tenha mt sucesso.
O som não esta funcionando.
E sobre a pergunta no blog eu acho essa teoria mxm que esta.



abrçs Saudades

BEATRIZ MENDES disse...

Adãozinho!

Este carinho e fidelidade de quem vem aqui é mais do que merecido, pois você semeou, agora está colhendo. É sempre assim.

beijos
Bia

CRISTIANE LINS disse...

Eu, falando pela turma da facu, digo que além de termos reencontrado um grande amigo, descobrimos um excelente escritor!

Um contista, poeta, como este nosso país precisa ver surgir, sempre.

bjs
Cris

Anônimo disse...

Oi Adão, adoro suas escritas. Visito seu blog quase que diariamente para um leve esmaecer furtivo. Digo furtivo pq me sinto invadindo território alheio. Mas hoje ao ler este convite ( foi assim que me senti, convidada) à leitura de tão delicadas palavras, me senti , literalmente, em casa .
Pois aqui estou... tão a vontade que me percebi escrevendo para lhe parabenizar e para que vc saiba que sou mais um coração andante e muito bem acolhido pelas suas muitas palavras escritas.
Nós também somos privilegiados.
Viva Elis, Viva Tom, Viva a você e a todos nós.
Obrigada pelo afago de hoje,

PS. Não consegui escutar o som do Blog.

Anônimo disse...

Oi Pai

Eu escutei a música no seu blog, e ele tá maneiro.

Tchau

ANA SEABRA disse...

Adão,
Me junto à Cris e à nossa "tchurminha" da Cândido, para te retribuir o afago!

Estou escutando "As águas de marco" com Tom e Elis! e aguardando ansiosamente o post sobre o Tom.

beijo

ANA PAULA disse...

Adão,

Você tem uma delicadeza para falar de coisas tão complexas que ao ler parecem tão simples, fáceis e doces!

um beijo!

Tamara disse...

Por nada, querido {ooops, virei poesia!}!

Ixi, será que só eu ouvi à música?

Tenha um excelente fim-de-semana.

B-joletas.

LÍVIA MORAES disse...

Adão,
Quantas vezes eu não me senti assim, um tanto desprestigiada pelos familiares mais próximos e valorizada por pessoas que às vezes conheci outro dia!
Perfeito a sua colocação, perfeito todo seu texto!

beijos

LORENA disse...

Eu já havia lido este aqui, mas sempre "vale a pena ler de novo"... rsrsrs

Olha, eu não consegui escutar não!

Um bom domingo, querido.

Beijos

SAMARA DIAS disse...

Adorei o seu post! E humildemente retribuo o carinho!


Beijos,

SILA GÓES disse...

Adão, Estou feliz em reencontrar o seu cantinho tão divesificado e acolhedor.

Tenha um bom final de domingo e uma semana produtiva.

ALINE disse...

Os rótulos estigmatizam realmente as pessoas e eu sempre procurei fugir deles.

O seu blog está maravilhoso.

Felicidades, beijos

MARCELO disse...

E quem tem a agradecer a quem mesmo??

Excelente texto!

Abs

Postar um comentário

As opiniões aqui postadas são de responsabilidade de seus autores. O Autor do blog somente se responsabiliza pelo conteúdo publicado e assinado pelo próprio.