segunda-feira, 20 de março de 2006

Outro outono

Estes olhos que fitaram os meus
há instantes,
quisera fossem os seus,
órbitas distantes,
e foram-se ligeiros
como mais uma estação

Estas mãos que se estenderam
às minhas,
naquela hora,
Quisera fossem as suas,
muito embora,
não possuam calor,
nem suor, nem paixão

Estes lábios que falam aos meus
no presente,
quisera fossem os seus,
muito quentes,
e sussurram palavras oblíquas,
num esforço vão

Estes corpos suados, entrelaçados,
nesta cama,
Quisera fossem os nossos,
óleo e chama,
incendiando desejos,
entorpecidos de tesão

Este perfume que senti
há um segundo
Quisera deixasse seu rastro
neste mundo,
mas perdeu-se no ar, com o fim
deste verão

Esta nova estação que chega
justo agora,
Quisera fosse mais que outro outono,
e levasse embora
a saudade
e deixasse cair folhas secas
ao vento, no chão

6 comentários:

Adão disse...

teste

Rossana Monteiro disse...

Meu amigo!!!!

Feito em março desse ano.
Isso me lembrou:
(...)São as águas de março fechando o verão é promessa da vida no meu coração(...)

Anônimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anônimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anônimo disse...

Hmm I love the idea behind this website, very unique.
»

Anônimo disse...

Your are Nice. And so is your site! Maybe you need some more pictures. Will return in the near future.
»

Postar um comentário

As opiniões aqui postadas são de responsabilidade de seus autores. O Autor do blog somente se responsabiliza pelo conteúdo publicado e assinado pelo próprio.