domingo, 25 de dezembro de 2005

Os laços da afeição

Eu queria deixar um post de natal. Sem pieguices. Fora do lugar-comum. Sem neve nem Papai Noel. Sem repúdio ao aspecto puramente comercial da festa nem sermões descabidos ao decrescente aspecto religioso da festa.
Lembrei-me desta história que escutei num programa de rádio aqui do Rio. Ela nos fala diretamente sobre a importância de laçarmos a nossa afeição sobre aqueles a quem amamos, independente de todos os obstáculos da vida.


“Em uma pequena cidade um viúvo cuidava sozinho de seu filho adolescente. Ele trabalhava no campo de sol-a-sol na dura lida de bóia-fria.
Quando saía de casa de madrugada, seu filho ainda não havia acordado e quando voltava tarde da noite, seu filho já estava dormindo.
Pai e filho tinham contato apenas nos domingos em que ambos estavam em casa. Era muito pouco tempo para os dois.
Um dia o viúvo foi chamado a uma importante reunião no colégio de seu filho pois toda a turma estava com o rendimento muito baixo.
O velho homem desdobrou-se para comparecer a reunião e lá ele pode contar uma singular maneira encontrada por pai e filho para se comunicarem.
Ele contou que toda noite quando chegava em casa, encontrava a mesa posta pelo filho e num dos cantos da toalha de mesa havia um pequeno nó feito pelo filho. Quando ia dormir, chegava perto da cama do filho, dava-lhe um beijo na fronte e ...fazia um nó num dos cantos do lençol...
Ele contou que para ele e seu filho estes nós significavam: EU TE AMO...
E o velho viúvo ouviu dos professores que seu filho era um dos poucos alunos com bom rendimento em toda a turma!
Ele não saiu de lá aborrecido por ter ido à toa, pois sabe que passou uma mensagem positiva com o seu exemplo”.

E você, qual a forma que tem para demonstrar a sua afeição para os seus filhos, seus pais, seus irmãos, seus amigos, seus amores?

A falta de tempo não é justificativa para a falta de amor. A falta de dinheiro também não. Nem a incompreensão do próximo, nem o conflito de personalidades. A demonstração de afeto pode estar nos menores gestos e a qualquer momento você poderá laçar o amor com os menores nós.

4 comentários:

Anônimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anônimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

Anônimo disse...

Great site loved it alot, will come back and visit again.
»

Anônimo disse...

I say briefly: Best! Useful information. Good job guys.
»

Postar um comentário

As opiniões aqui postadas são de responsabilidade de seus autores. O Autor do blog somente se responsabiliza pelo conteúdo publicado e assinado pelo próprio.