sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

É só o fim


Quando os relógios digitais instalados ao longo da grandiosa arena passaram de meia noite, naquele começo do dia 21.12.2012, uma mistura de emoções contraditórias caiu sobre o mais de 100.000 felizardos que se aglomeravam, na cidade do Rock,  o local mais adequado encontrado pela organização do megaevento “Fim do mundo: Eu vou”.

Alívio e frustração,  e um tom  de “e aí, tô inteiro?” eram a tônica do momento. Presenciar o fim do mundo num local privilegiado para onde T-U-D-O  e T-O-D-O-S  estavam voltados, tendo a oportunidade de dar uma última “causada” ou “sensualizada” sob os focos dos holofotes, era tudo o que queriam artistas, modelos, jogadores de futebol, lutadores de UFC,  destaques de escola de samba, políticos, bicheiros,  socialites e demais “personalidades multimídia” ali espalhados.

Alguém duvidou, via twiter ou Facebook, naturalmente, que o fim do mundo dificilmente chegaria ao Brasil, pois o país não teria estrutura para comportar um evento desta magnitude. Outro postou que o dia 21 só acabaria 24 hs após, e ainda havia tempo o suficiente para a atração principal chegar.  Outro engraçadinho lembrou que um ano que começou embalado por  “Ai, se eu te pego” de Michel Teló teria mesmo que acabar mais cedo.

Mas ninguém estava nem aí.  Num caos generalizado, Neymar clicava o novo penteado “cogumelo atômico” esculpido especialmente para a ocasião.  O Fenômeno mostrava orgulhoso o novo “shape” e Ronaldinho Gaúcho mandou avisar que não poderia ir, pois estava preso num Tsunami de pernas num motel de BH... Galvão Bueno foi contratado para narrar o momento final (veja vídeo abaixo)...A indefectível Nana Gouveia caprichava numa pose bem sexy, deixando a todos que presenciavam a certeza que o fim viria mesmo...  Geisy Arruda gritava nos microfones: “... se vai acabar ou não, eu não sei, só sei que estou muitooo  lindaaaaaaa... olha aqui!!!! E mostrava o corpo, todo esculpido por bisturis. A capa de revista Graciele Carvalho bradava, “...o fim do mundo não virá para mim, para a tristeza de alguns mortais... Enquanto isto, a “Peladona de Congonhas”, o “Furacão da CPI”, a “Ninja do funk” e  um bando de Panicats “sensualizavam” em frente às lentes de milhares de câmeras...Rafinha Bastos tuitava raivosamente, atacando o fim do mundo, chamando-o de “canalha irresponsável”. O Ex-Presidente Luis Inácio, dizia indignado que este negócio do fim do mundo é apenas uma invenção da imprensa para prejudicar sua candidatura em 2014. O ministro Levandowski declarava que não havia provas suficientes de que o mundo realmente existe, logo não haveríamos de temer o seu fim...

A animação era total quando inesperadamente o Google saiu do ar. Desespero generalizado, choro, convulsões... Era mesmo o fim! Se não existiam mais o facebook, o Twiter e demais redes sociais, não haveria mais nenhum motivo para viver, num mundo sem declarações que “causavam”, fotos íntimas que “sensualizavam”, “cutucadas” que feriam os desafetos, “curtidas” que  faziam inflar o ego...  Alguns se ajoelhavam, outros tentavam o suicídio, um grupo de mulheres-frutas tirava a roupa, numa última disputa de quem chegaria mais gostosa ao fim...

Tudo cessou alguns minutos depois, quando o serviço foi restabelecido e os perfis aceitos. O mundo não havia acabado e todos correram freneticamente para postar os recentes acontecimentos.

Foi então que Ele, o próprio Fim do mundo, através de  sua página oficial do Twiter, postou uma breve mensagem informando que por motivos de força maior não compareceria ao evento. Finalizou o “tuite”, porém de forma enigmática, com um trecho de uma antiga canção de Tim Maia, um de seus ídolos: 

“... Faz de conta que ainda é cedo...”
 
.:./> Comenta/curte aí, valeu?


 

Um comentário:

L. disse...

Que bom ver que voce voltou a escrever. E que bom que estou de volta para ler!

Como deve imaginar, nao tenho Facebook, Twitter ou coisa que valha.
Coisas de uma "senhoura" que nao gosta mais de aparecer e nem de saber de nada.
Dá menos trabalho. Mais saudável...
Assim, só posso concluir que o fim do mundo para mim já foi. Vivo em uma realidade alternativa dos conectados e felizes (na foto).
Já reparou como todo mundo é feliz no Facebook?
Dá uma preguiça...

Vou ler os outros posts.

Beijo.

Postar um comentário

As opiniões aqui postadas são de responsabilidade de seus autores. O Autor do blog somente se responsabiliza pelo conteúdo publicado e assinado pelo próprio.