quinta-feira, 2 de agosto de 2012

O homem este bicho

O homem este bicho invulgar:
mente, finge,  corrompe
lança projéteis ao ar,
despe-se da gravidade
contempla  as estrelas
e almeja voar...

O homem este bicho mordaz:
fere, mata , destrói
Inventa engenhos letais
Veste-se de certeza
promove a guerra
e pretende-se em paz...

O homem este bicho sem par:
fede, excreta, polui
lança seus túmulos ao mar
Veste-se de solidão
vagueia o oceano
e insiste em amar...



Human nture

3 comentários:

Beatriz Mendes disse...

Querido,

Quanta saudade de ler tuas escritas. Recebi seu email e aqui estou. Adorei este de hoje.
beijos

Tamara Queiroz disse...

O homem este bicho insistente...

varandasazuis (ania n. lepp) disse...

Parabéns Adão pelo lindo blog e por teus poemas tão sensíveis e inspirados(ah...e volte sempre ao Varandas...me fará feliz..)
abraços...

Postar um comentário

As opiniões aqui postadas são de responsabilidade de seus autores. O Autor do blog somente se responsabiliza pelo conteúdo publicado e assinado pelo próprio.