terça-feira, 30 de outubro de 2007

Urgentemente


Endless Love, Alfred Gockel


É urgente o amor,
É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras:


ódio, solidão e crueldade,

alguns lamentos,


muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros,
e a luz impura até doer.
É urgente o amor,
É urgente permanecer.


***

Eu sei que estou devendo texto novo, urgentemente... Mas enquanto não há temperatura e pressão ideal para tanto, ofereço esta lindeza do poeta português Eugenio de Andrade, que eu gostaria tanto de ter escrito, sinceramente...


***


No próximo dia 01 de Novembro, postarei texto sobre o tema "Paz na terra" proposto pelo jornalista Lino Resende. Você está convidado. E convide também quem frequenta o seu blog. Os detalhes estão em Um apelo à paz na terra. Integre-se a esta corrente que já tem mais de 70 diferentes blogs.
*

3 comentários:

Van disse...

Poema lindíssimo, Flehr!!!!!!
Maravilhoso e intenso!

Mas fiquei esperando o seu desde a data prometida ali na lateral....
Continuo a esperar.
URGENTEMENTE!!!!!!!

E que a TUA poesia (perfeita) permaneça!

Beijucas urgentes

LEA MARTINS disse...

As vezes eu me sinto assim. Gostaria de poder destruir o odio, a crueldade, a solidao quando cruzam o meu caminho.
O Poema e muito lindo, nao conhecia este poeta!

saudades de teus versos e de vc!

Bjs / Lea

Lidiane disse...

É Adon... é urgente o amor.
Sobretudo que ele seja correspondido.
Pelo amante, pelo amigo, pelo mundo.

Beijos.

Postar um comentário

As opiniões aqui postadas são de responsabilidade de seus autores. O Autor do blog somente se responsabiliza pelo conteúdo publicado e assinado pelo próprio.