segunda-feira, 6 de novembro de 2006

Nobilitas; ou Perdoa-me por me Traíres; ou Oração aos moços


"Em 450a.C., os plebeus conseguiram que fossem criadas leis escritas, pois até aquele momento elas eram apenas orais, facilitando o domínio patrício. Estabeleceu-se um conjunto de leis, denominado Lei das Doze Tábuas. ...

...Outra lei que favoreceu à plebe foi a Lei Canuléia, a qual permitia o casamento entre patrícios e plebeus. O ano de 367 a.C. marca a abolição da escravidão por dívidas...

A luta por essas conquistas foi controlada pelos setores mais ricos da plebe. Conquistando o poder, o Tribuno da plebe corrompeu-se e acabou aliando-se aos patrícios.
A união da camada rica dos plebeus com os patrícios gerou uma nova classe social: a Nobilitas.

Mesmo com Tribunos da Plebe aliados aos patrícios, os quais mantiveram ainda o controle sobre o governo, os plebeus foram beneficiados por sua luta..."

***


O texto acima foi extraído de um livro escolar de meu filho, Gabriel. "CNEC - 5ª Série - Ensino Fundamental". Fala sobre a organização da antiga sociedade romana e faz pensar que atualmente, não estamos vivendo nada novo e como bem disse o Cazuza, nós vivemos num "museu de grandes novidades"...

Se no passado, todo militante de esquerda sonhava em ser o próximo "Che" na camiseta, atualmente, a maioria destes sonha em sair na capa da "Forbes"... Não poderia mesmo dar certo...

E ficamos todos, como se personagens de uma canção...

Te perdôo
Por fazeres mil perguntas
Que em vidas que andam juntas
Ninguém faz
Te perdôo
Por pedires perdão
Por me amares demais

Te perdôo
Te perdôo por ligares
Pra todos os lugares
De onde eu vim
Te perdôo
Por ergueres a mão
Por bateres em mim

Te perdôo
Quando anseio pelo instante de sair
E rodar exuberante
E me perder de ti
Te perdôo
Por quereres me ver
Aprendendo a mentir (te mentir, te mentir)

Te perdôo
Por contares minhas horas
Nas minhas demoras por aí
Te perdôo
Te perdôo porque choras
Quando eu choro de rir
Te perdôo
Por te trair

(Mil Perdões - Chico Buarque)

***

Mil perdões, Chico Buarque... Quem sabe uma oração?

De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. (Senado Federal, RJ. Obras Completas, Rui Barbosa. v. 41, t. 3, 1914, p. 86)

***

O Baiano Rui Barbosa faria ontem, 05/11, 157 anos. Formado em Direito, foi político e jornalista, figura eminente tanto no império que findava quanto na república que nascia. Em diversas pesquisas realizadas em diferentes momentos de nossa história, é apontado como "o Brasileiro mais importante da história". Ganhou projeção internacional durante a Conferência da Paz em Haia (1907), defendendo brilhantemente a teoria de igualdade entre as nações. Impressionava pelo seu discurso, cheio de lógica e coerência.

Seus detratores, chamavam-no de chato, pelos seus longos discursos e suas posições firmes, orientadas pela moral e pela ética. Concorreu à Presidência da República por duas vezes, sem sucesso. Apesar do enorme cabedal de cultura e a prodigiosa inteligência, Rui Barbosa não possuía o "carisma" necessário.

***

Sabe, eu prometi que não falaria mais de política por um bom tempo aqui, assumindo uma atitude "proativa" em relação ao país e ao futuro.

Por esta razão, publico este post "três-em-um", já que por "problemas técnicos", fiquei impossibilitado de publicá-los, nos últimos dias, e tão cedo eu não volto mais ao assunto.

Está prometido.

28 comentários:

Eliana disse...

Já estava sentindo falta das suas postagens. Lembrei de um livro que li há muitos anos: "Um espelho distante" de Barbara Tuchman, onde ela mostra vários erros que cometíamos no século XIV e que ainda cometemos atualmente! A sorte é que para os erros de uns existem os acertos de outros. E vamos em frente humanidade... Beijos

Lidiane disse...

Adão.

Vou ser breve e usar palavras que não são minhas:

"Somos todos iguais, mas alguns são mais iguais que os outros".
George Orwell, em Revolução dos Bichos.

Beijo grandão.

P.S. Né teste psicológico não.
*risos*
É que gosto de dar possibilidades a quem, às vezes, acha que não tem escolha. :P

Lidiane disse...

Esqueci de dizer: eu *amo* Chico Buarque. É a trilha sonora da minha silenciosa e doce solitude.

E, o chá de cidreira não dá overdose, mas em compensação, o cheiro embriaga. O que é bom. MUITO bom.

Vera Fróes disse...

Porque não falar de política, se ela rege tudo? Chato é a política partidária...
Vc tem razão hoje o que vale é quanto vc ganha(ou aparentar ganhar), não interessa de que forma se conseguiu isso.
Sou daquelas que não mudo porque a maioria se corrompeu, minha consciência não permitiria. mas não sou perfeita, estou tentando melhorar sempre como ser humano.

Bjos.

ALEX FERREIRA disse...

Adão,
E não é que o texto de Rui Barbosa continua atualíssimo???


Um forte abraço,

Léa Martins disse...

Adão,
Eu tava com saudade! E creio que "entendi a sua mensagem"!!!! heheheh
Mas adorei a canção do Chico que é uma verdadeira pérola!

sds / Léa

BEATRIZ MENDES disse...

Adão, A pena para quem não se interessa por política é sermos comandados pelos que se aproveitam de nosso desinteresse. A sua preocupação é legítima.

E eu A-ME-I a foto do Chico!

beijo,
Bia

CRISTIANE LINS disse...

Adão,
Na faculdade eu tive a oportunidade de fazer um trabalho sobre a vida de Ruy Barbosa e eu fiquei, na época, encantada com a vida e o pensamento dele. Não está na moda, mas quem procura se aprofundar em sua obra, fica admirado.

uma boa semana!

beijinhos,

ANA PAULA disse...

Adão,

Tava com saudades daqui. Escreva sempre, sobre o que achar que deve.
É sempre bom te ler.
beijos!

ANA SEABRA disse...

Adão, Concordo com o que a Paulinha disse: devemos sempre externar aquilo que queremos, caso o contrário, tornamo-nos hipócritas ou omissos.
E que história é essa de não voltar mais ao assunto, heim??? ai, ai, ai...

LÉA MARTINS disse...

Não, eu não tinha escutado ainda. É muito, muito bonita.
obrigadinha!


bjs / Léa

LÍVIA MORAES disse...

Adão,

Eu sou apolítica, prefiro achar que não achamos ainda o sistema ideal de governo. Quem sabe um dia?

abçs,

LORENA disse...

Um país que tem a capacidade de produzir gênios tão díspares como Rui Barbosa e Chico Buarque, tem a capacidade de superar os danos causados por figuras de menor expressão. Mesmo que estas estejam no poder, por um perído momentâneo.

um beijo!

SILA disse...

Não afaste de ti este cálice!


Bjs,

MARCELO disse...

É mesmo um belo achado. Este texto sobre roma antiga, prova que sempre e mais, a história se repete, como farsa.

Um abraço,

SAMARA DIAS disse...

O Rui Barbosa é mesmo um paradogma a ser almejado, mas não podemos ser tão exigentes.

Estou passando para desejar um excelente final de semana!

Samara Dias disse...

Eu quis dizer: Paradigma!!! rsrsrsssrs

CLÁUDIO SANTOS disse...

É ISSO AÍ! ENQUANTO NOS CONTENTARMOS COM MIGALHAS, PREMIANDO A QUEM NOS DÁ TÃO POUCO, CONTINUAREMOS PASTANDO.

MAS NÃO DÁ PARA FICAR SÓ NA RECLAMAÇÃO!

ABRAÇOS!

Tamara disse...

Adão,

você será que nem os políticos? Que prometem, mas não cumprem {risos}?

PS: Passando brevemente.

Amplexos.

Vera Fróes disse...

Adão passando para desejar um excelente domingo para vc.

Bjos.

Michele disse...

Vou puxar suas orelhas e arrastar até minha estação, certamente desta forma terei sua presença por lá.
Saudades a mil por hora.
Bjocas e folhas secas de quem já TE ADORA doce e simplesmente.

Aline disse...

Olá,


Gostei muito do seu blog, estou colocando no meu "favoritos".

Rossana Monteiro disse...

Ei :)

Vamos atualizar?

Beijos querido

Vera Fróes disse...

Bom feriado!

Bjos.

Bia e Cris disse...

Adão!

SAUDADES!


beijos,

Bia e Cris

Rossana Monteiro disse...

Ei.. só porque eu entrei pra esse undo vc saiu?? Hehehehehe
Saudades amigo!

Tamara disse...

Aaah, eu quero mais. Mais palavras suas, Adão. Você nos deixou mal acostumados...

B-jos

ANA SEABRA disse...

Eeeeeeiii!
Tomou chá de sumiço??? Cadê as novidade?

Beijinhos,

Postar um comentário

As opiniões aqui postadas são de responsabilidade de seus autores. O Autor do blog somente se responsabiliza pelo conteúdo publicado e assinado pelo próprio.